Técnico em Soldagem

Técnico em Soldagem

Última atualização em 16 de novembro de 2022

Sumário

Perfil profissional de conclusão

O Técnico em Soldagem será habilitado para:

  • Planejar e coordenar a execução de atividades de soldagem em estruturas metálicas e tubulações industriais, respeitando procedimentos e normas técnicas, de qualidade, de saúde, de segurança e de meio ambiente.
  • Elaborar ensaios destrutivos e não destrutivos em produtos soldados.
  • Selecionar processos de soldagem e corte calibrando máquinas e indicando consumíveis.
  • Utilizar processos de soldagem e corte manual e automatizado por meio de eletrodo revestido, TIG, MIG, MAG, oxigás, arco submerso, brasagem e plasma.
  • Reconhecer tecnologias inovadoras presentes no segmento visando a atender às transformações digitais na sociedade.

Para atuação como Técnico em Soldagem, são fundamentais:

  • Conhecimentos e saberes relacionados aos processos de soldagem de modo a assegurar a saúde e a segurança dos trabalhadores, bem como assegurar a qualidade dos projetos soldados.
  • Conhecimentos e saberes relacionados à sustentabilidade do processo produtivo, às técnicas e aos processos de soldagem, às normas técnicas, à liderança de equipes, à solução de problemas técnicos e trabalhistas e à gestão de conflitos.

Carga horária mínima

1200 horas. O curso terá duração estimada de 1 ano e meio.

O curso ofertado, na modalidade presencial, poderá prever até 20% da sua carga horária total em atividades não presenciais.

O curso poderá ser realizado na modalidade EaD com, no mínimo, 20% de sua carga horária em atividades presenciais, nos termos das normas específicas definidas em cada sistema de ensino.

A instituição, ofertante do curso, poderá desenvolver a carga horária em regime de alternância, com períodos de estudos na escola e outros períodos no campo/local de trabalho.

Além da carga horária mínima prevista, o curso poderá ter estágio curricular supervisionado obrigatório, a critério da instituição ofertante.

Caso o curso seja ofertado na modalidade EaD, a carga horária de estágio deverá ser cumprida de forma presencial.

Pré-requisitos para ingresso

Para ingresso no Curso Técnico Subsequente, o estudante deverá ter concluído o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Concomitante, o estudante deverá estar cursando o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado à Educação de Jovens e Adultos, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Legislação profissional

Itinerários formativos

Possibilidades de qualificação profissional com certificações intermediárias, no curso técnico, considerando ocupações previstas na CBO:

  • Operador de Solda por Arco Submerso
  • Operador e Programador de Sistemas Automatizados de Soldagem
  • Soldador no Processo Arame Tubular em Aço Carbono
  • Soldador no Processo Eletrodo Revestido em Aço Carbono
  • Soldador no Processo MIG/MAG em Aço Carbono
  • Soldador no Processo TIG em Aço Carbono
  • Soldador no Processo Oxiacetilênico

Possibilidades de formação continuada em cursos de especialização técnica (pós-técnico):

  • Especialização Técnica em Materiais Metálicos
  • Especialização Técnica em Inspeção de Equipamentos
  • Especialização Técnica em Tratamentos Térmicos
  • Especialização Técnica em Processos de Soldagem
  • Especialização Técnica em Ensaios Destrutivos
  • Especialização Técnica em Ensaios Não Destrutivos

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação (Curso Superior de Tecnologia, Bacharelado e Licenciatura):

  • Curso Superior de Tecnologia em Fabricação Mecânica
  • Curso Superior de Tecnologia em Processos Metalúrgicos
  • Bacharelado em Engenharia Mecânica
  • Bacharelado em Engenharia Metalúrgica
  • Bacharelado em Engenharia de Materiais

Campo de atuação

Locais e ambientes de trabalho:

  • Indústria petrolífera, petroquímica, caldeiraria
  • Indústria de papel e celulose
  • Indústria metalúrgica
  • Indústria metalmecânica
  • Indústria naval
  • Construção civil
  • Indústria automobilística
  • Indústria de transformação

Ocupações CBO associadas

3146-20 – Técnico de Planejamento da Indústria Metalúrgica (Soldagem)

7243-05 – Brasador

7243-15 – Operador de Máquina de Soldar

7243-10 – Oxicortador a Mão e a Máquina

7243-20 – Soldador a Oxigás

7243-25 – Soldador Elétrico

Infraestrutura mínima

Biblioteca com acervo físico ou virtual específico e atualizado

Labotarório de informática com programas específicos

Laboratório de eletrodo revestido

Laboratório de MIG/MAG e arame tubular

Laboratório de TIC

Laboratório de arco submerso

Laboratório de soldagem oxiacetilênica, oxicorte e brasagem

Laboratório de corte oxiacetilênico e a plasma

Laboratório de ensaios mecânicos

Laboratório de ensaios não destrutíveis e metalográficos

Laboratório de simulação de soldagem

Nomenclaturas anteriores

Solda

Soldagem

Inspeção de equipamentos de soldagem

Instituições ofertantes

Em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.