Técnico em Registros e Informações em Saúde

Técnico em Registros e Informações em Saúde

Última atualização em 16 de novembro de 2022

Sumário

Perfil profissional de conclusão

O Técnico em Registros e Informações em Saúde será habilitado para:

  • Apoiar a administração e a coordenação de serviços de documentação, serviços de registros e estatísticas de saúde (em diferentes formatos: papel, eletrônico ou digital).
  • Dar suporte ao atendimento do paciente.
  • Organizar os registros administrativos e epidemiológicos em sistemas de informação ou em sistemas de Prontuários Eletrônico do Paciente (PEP).
  • Apoiar a elaboração de planejamento, de controle e de avaliação dos serviços de saúde.
  • Guardar, catalogar e manter registros.
  • Produzir e analisar indicadores demográficos, gerenciais e epidemiológicos.
  • Implementar e operar sistemas de informações em saúde e Sistemas de Prontuário Eletrônico nas respectivas unidades.
  • Identificar e extrair dados relevantes, descartar dados, organizar e gerar dados que permitam a elaboração de compreensões e de significados capazes de orientar a tomada de decisão de técnicos e gestores com o máximo de eficácia.
  • Identificar e selecionar as fontes de informação.
  • Identificar problemas e acionar suportes de informática.
  • Criar, testar e validar instrumentos de coleta de dados.
  • Fazer avaliação da coleta de dados: analisar, depurar, recuperar, introduzir, preservar e validar dados.
  • Identificar instrumentos de tratamento de dados.
  • Apoiar a supervisão do desempenho dos sistemas.
  • Disponibilizar dados, fazer apresentações e emitir relatórios.
  • Identificar pontos críticos e inconsistências nos dados.
  • Retroalimentar fonte de dados.
  • Promover a articulação entre as áreas de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) e de saúde e a transformação digital no contexto e processos do estabelecimento de saúde que atua.
  • Conhecer os princípios e regras estabelecidas para o tratamento de dados pessoais de saúde.
  • Atuar de forma ética para garantir privacidade e confidencialidade dos dados pessoais de saúde.
  • Codificar os dados coletados utilizando sistemas de classificação que dizem respeito a sinais e sintomas, diagnósticos, procedimentos, medicamentos e outros, permitindo a comparabilidade entre diferentes provedores, serviços e sistemas de saúde.
  • Apoiar estratégias de educação na área de registros e informações em saúde, junto aos profissionais de saúde.
  • Alimentar, sempre que necessário, os sistemas de informações em saúde, de acordo com sua área de atuação, garantindo a fidedignidade, disponibilidade e segurança dos dados.

Para a atuação como Técnico em Registros e Informações em Saúde, são fundamentais:

  • Conhecimento das políticas públicas de saúde e compreensão de sua atuação profissional frente às diretrizes, princípios e estrutura organizacional do Sistema Único de Saúde (SUS).
  • Conhecimentos e saberes relacionados aos princípios das técnicas aplicadas na área, sempre pautados numa postura humana e na ética do cuidado.
  • Zelo pela qualidade dos dados e das informações de saúde.
  • Conhecimento e respeito aos aspectos de privacidade e confidencialidade dos dados de saúde.
  • Interesse pela modernização e inovação.
  • Reconhecimento dos benefícios e uso crítico das tecnologias de informação e comunicação em saúde.
  • Organização, responsabilidade, flexibilidade e persistência.
  • Disponibilidade e iniciativa, buscando promover a humanização da assistência e o foco no cidadão/paciente.
  • Resolução de situações-problema, gestão de conflitos, trabalho em equipe de forma colaborativa, comunicação e ética profissional.
  • Atualização e aperfeiçoamento profissional por meio da educação continuada.
  • Compreensão do papel estratégico das informações, enquanto geradoras de conhecimento para o processo de gestão do cuidado e do sistema de saúde.
  • Conhecimento sobre a Política Nacional de Informação, sobre Informática em Saúde no Brasil, Sistemas Nacionais de Informação em Saúde e sobre legislação correlata.
  • Compreensão do seu processo de trabalho para que possa atuar de forma crítica e integrada aos demais trabalhadores da equipe responsável pelos cuidados de saúde.
  • Conhecimento das normas de saúde e segurança do trabalho, contribuindo para as ações relacionadas à saúde do trabalhador de Registros e Informações em Saúde, de modo a prevenir, diminuir ou eliminar os riscos à sua saúde.

Carga horária mínima

1200 horas. O curso terá duração estimada de 1 ano e meio.

O curso, na modalidade presencial, poderá prever até 20% da sua carga horária total em atividades não presenciais.

O curso poderá ser realizado na modalidade EaD com, no mínimo, 50% da carga horária em atividades presenciais, nos termos das normas específicas definidas em cada sistema de ensino.

A instituição, ofertante do curso, poderá desenvolver a carga horária em regime de alternância, com períodos de estudos na escola e outros períodos no campo/local de trabalho.

Além da carga horária mínima prevista, o curso poderá ter estágio curricular supervisionado obrigatório, a critério da instituição ofertante.

Caso o curso seja ofertado na modalidade EaD, a carga horária de estágio deverá ser cumprida de forma presencial.

Pré-requisitos para ingresso

Para ingresso no Curso Técnico Subsequente, o estudante deverá ter concluído o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Concomitante, o estudante deverá estar cursando o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado à Educação de Jovens e Adultos, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Legislação profissional

Profissão não regulamentada.

Itinerários formativos

Possibilidades de qualificação profissional com certificações intermediárias, no curso técnico, considerando ocupações previstas na CBO:

  • Auxiliar de Arquivo

Possibilidades de formação continuada em cursos de especialização técnica (pós-técnico):

  • Especialização Técnica em Saúde Pública
  • Especialização Técnica em Políticas Públicas de Saúde
  • Especialização Técnica em Gestão da Atenção Básica
  • Especialização Técnica em Gestão da Vigilância

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação (Curso Superior de Tecnologia, bacharelado e licenciatura):

  • Bacharelado em Arquivologia
  • Bacharelado em Ciência da Computação
  • Bacharelado em Ciência de Dados
  • Bacharelado em Gestão da Informação
  • Bacharelado em Informática Biomédica
  • Bacharelado em Saúde Coletivar
  • Bacharelado em Gestão Pública
  • Curso Superior de Tecnologia em Gestão Hospitalar

Campo de atuação

Locais e ambientes de trabalho:

  • Ambulatório
  • Casas de Apoio à Saúde
  • Central de Abastecimento
  • Central de Gestão em Saúde
  • Central de Regulação
  • Central de Transplante
  • Centro de Assistência Obstétrica e Neonatal Normal
  • Centro de Referência em Saúde do Trabalhador
  • Centro de Vacinação
  • Farmácia
  • Hospital
  • Laboratório de Saúde Pública
  • Núcleo de Telessaúde
  • Polo de Prevenção de Doenças e Agravos e Promoção da Saúde
  • Pronto Atendimento
  • Secretaria de Saúde
  • Serviço de Verificação de Óbito
  • Unidade de Apoio Diagnóstico
  • Unidade de Atenção Domiciliar
  • Unidade de Atenção Hematológica e/ou Hemoterápica
  • Unidade de Atenção Psicossocial
  • Unidade de Reabilitação
  • Unidade de Terapias Especiais
  • Unidade de Vigilância de Zoonoses
  • Unidades Básicas de Saúde

Ocupações CBO associadas

4153-05 – Registrador de Câncer

Infraestrutura mínima

Biblioteca com acervo físico ou virtual específico e atualizado

Laboratório de informática com acesso à internet

Nomenclaturas anteriores

Registro e informação em saúde

Serviços administrativos na saúde

Instituições ofertantes

Em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.