Técnico em Reciclagem

Técnico em Reciclagem

Última atualização em 16 de novembro de 2022

Sumário

Perfil profissional de conclusão

O Técnico em Reciclagem será habilitado para:

  • Produzir e gerenciar informações sobre os resíduos recicláveis como alternativa sustentável e socioeconômica.
  • Participar da elaboração de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos – PGRS.
  • Participar das etapas de manejo de resíduos sólidos.
  • Fomentar os processos de coleta seletiva.
  • Fomentar a logística reversa.
  • Organizar e executar projetos de capacitação em reciclagem de resíduos.
  • Identificar tecnologias e as repassar para organizações de catadores.
  • Planejar e organizar a inclusão das organizações de catadores nos sistemas de gestão integrada dos resíduos sólidos dos municípios.
  • Planejar e executar ações de economia solidária, educação ambiental e políticas ambientais.
  • Atuar em programas de educação ambiental.
  • Identificar os diversos tipos de materiais recicláveis e os equipamentos necessários ao processo de reciclagem.
  • Integrar ações da saúde do trabalhador com saúde ambiental.

Para a atuação como Técnico em Reciclagem, são fundamentais:

  • Conhecimentos das políticas públicas de Meio Ambiente e compreensão de sua atuação profissional frente às diretrizes, princípios e estrutura organizacional do Sistema Nacional de Meio Ambiente (SISNAMA).
  • Conhecimentos e saberes relacionados a processos de sustentabilidade, territorialização, organização do SUS e vigilâncias.
  • Organização e responsabilidade.
  • Resolução de situações-problema, gestão de conflitos, trabalho em equipe de forma colaborativa, comunicação e ética profissional.
  • Atualização e aperfeiçoamento profissional por meio da educação continuada.

Carga horária mínima

1200 horas. O curso terá duração estimada de 1 ano e meio.

O curso, na modalidade presencial, poderá prever até 20% da sua carga horária total em atividades não presenciais.

O curso poderá ser realizado na modalidade EaD com, no mínimo, 20% da carga horária em atividades presenciais, nos termos das normas específicas definidas em cada sistema de ensino.

A instituição, ofertante do curso, poderá desenvolver a carga horária em regime de alternância, com períodos de estudos na escola e outros períodos no campo/local de trabalho.

Além da carga horária mínima prevista, o curso poderá ter estágio curricular supervisionado obrigatório, a critério da instituição ofertante.

Caso o curso seja ofertado na modalidade EaD, a carga horária de estágio deverá ser cumprida de forma presencial.

Pré-requisitos para ingresso

Para ingresso no Curso Técnico Subsequente, o estudante deverá ter concluído o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Concomitante, o estudante deverá estar cursando o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado à Educação de Jovens e Adultos, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Legislação professional

Itinerários formativos

Possibilidades de qualificação profissional com certificações intermediárias, no curso técnico, considerando ocupações previstas na CBO:

  • Agente de Desenvolvimento Socioambiental
  • Agente de Gestão de Resíduos Sólidos
  • Agente de Limpeza Urbana
  • Operador de Aterro Sanitário de Resíduos Sólidos

Possibilidades de formação continuada em cursos de especialização técnica (pós-técnico):

  • Especialização Técnica em Educação Ambiental
  • Especialização Técnica em Gerenciamento Ambiental
  • Especialização Técnica em Tratamento de Resíduos Sólidos

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação (Curso Superior de Tecnologia, Bacharelado e Licenciatura):

  • Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental
  • Curso Superior de Tecnologia em Saneamento Ambiental
  • Bacharelado em Engenharia Ambiental
  • Bacharelado em Engenharia Ambiental e Sanitária
  • Bacharelado em Engenharia Sanitária
  • Bacharelado/Licenciatura em Biologia

Campo de atuação

Locais e ambientes de trabalho:

  • Autarquias e Órgãos Públicos
  • Cooperativas e Associações de Catadores e Reciclagem de Resíduos Sólidos
  • Empresas de Licenciamento Ambiental
  • Estações e Usinas de Tratamento de Resíduos Sólidos
  • Instituições de Gestão, Tratamento, Comercialização, Reciclagem e ou Disposição Final dos Resíduos Sólidos
  • Instituições de Proteção Ambiental
  • Organizações não Governamentais (ONGs) Ambientais
  • Prestadores de Serviços de Saneamento Básico

Ocupações CBO associadas

Ocupação ainda não classificada.

Infraestrutura mínima

Biblioteca com acervo físico ou virtual específico e atualizado

Laboratório de informática com acesso à internet

Laboratório de reciclagem

Instituições ofertantes

Em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.