Técnico em Meio Ambiente

Técnico em Meio Ambiente

Última atualização em 15 de novembro de 2022

Sumário

Perfil profissional de conclusão

O Técnico em Meio Ambiente será habilitado para:

  • Coletar, armazenar e interpretar informações, dados e documentações ambientais.
  • Auxiliar na elaboração, na análise de projetos, nos relatórios e estudos ambientais.
  • Propor medidas para a minimização dos impactos e recuperação de ambientes já degradados.
  • Executar sistemas de gestão ambiental.
  • Organizar programas de educação ambiental com base no monitoramento, na correção e prevenção das atividades antrópicas, na conservação dos recursos naturais através de análises prevencionistas.
  • Organizar redução, reuso e reciclagem de resíduos e/ou recursos utilizados em processos.
  • Identificar os padrões de produção e consumo de energia.
  • Realizar levantamentos ambientais.
  • Operar sistemas de tratamento de poluentes e resíduos sólidos.
  • Relacionar os sistemas econômicos e suas interações com o meio ambiente.
  • Realizar e coordenar o sistema de coleta seletiva.
  • Executar plano de ação e manejo de recursos naturais.
  • Elaborar relatório periódico das atividades e modificações dos aspectos e impactos ambientais de um processo, indicando as consequências de modificações.
  • Realizar ações de saúde ambiental nos territórios.
  • Desenvolver tecnologias sociais ambientais.
  • Promover ações de manejo ambiental.
  • Avaliar e monitorar sistema de tratamento e abastecimento de água, bem como de esgotamento sanitário.
  • Monitorar os indicadores de qualidade do ar atmosférico.
  • Executar ações de controle e manejo da poluição.
  • Realizar vistoria ambiental e sanitária.
  • Realizar monitoramento ambiental.
  • Elaborar diagnóstico das condições socioambientais, econômicas e culturais.
  • Identificar e intervir nos problemas de saúde relacionados aos fatores de riscos ambientais do território com o propósito de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população.
  • Conhecer e utilizar sistemas de informação geográficas para uso em atividades de geoprocessamento no trabalho ambiental.
  • Integrar ações da saúde do trabalhador com saúde ambiental.
  • Conhecer e integrar o sistema de saneamento ambiental bem como sua relação com a saúde pública.
  • Auditar sistemas de gestão ambiental.
  • Atuar nas áreas de educação, proteção e recuperação ambientais.

Para a atuação como Técnico em Meio Ambiente, são fundamentais:

  • Conhecimentos das políticas públicas de Meio Ambiente e compreensão de sua atuação profissional frente às diretrizes, princípios e estrutura organizacional do Sistema Nacional de Meio Ambiente (SISNAMA).
  • Conhecimentos das políticas públicas de saúde e compreensão de sua atuação profissional frente às diretrizes, princípios e estrutura organizacional do Sistema Único de Saúde (SUS).
  • Conhecimentos e saberes relacionados a processos de sustentabilidade, territorialização e monitoramento ambiental.
  • Organização, responsabilidade, resolução de situações-problema, gestão de conflitos, trabalho em equipe de forma colaborativa, comunicação e ética profissional.
  • Atualização e aperfeiçoamento profissional por meio da educação continuada.
  • Visão abrangente e integrada dos tópicos ambientais (água, ar, solo, fauna e flora) e sua dinâmica.
  • Orientação e controle de processos voltados às áreas de conservação, pesquisa, proteção e defesa ambiental.
  • Atuar em equipes de gerenciamento ambiental de órgãos públicos e privados.

Carga horária mínima

1200 horas. O curso terá duração estimada de 1 ano e meio.

O curso, na modalidade presencial, poderá prever até 20% da sua carga horária total em atividades não presenciais.

O curso poderá ser realizado na modalidade EaD com, no mínimo, 20% da carga horária em atividades presenciais, nos termos das normas específicas definidas em cada sistema de ensino.

A instituição, ofertante do curso, poderá desenvolver a carga horária em regime de alternância, com períodos de estudos na escola e outros períodos no campo/local de trabalho.

Além da carga horária mínima prevista, o curso poderá ter estágio curricular supervisionado obrigatório, a critério da instituição ofertante.

Caso o curso seja ofertado na modalidade EaD, a carga horária de estágio deverá ser cumprida de forma presencial.

Pré-requisitos para ingresso

Para ingresso no Curso Técnico Subsequente, o estudante deverá ter concluído o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Concomitante, o estudante deverá estar cursando o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado à Educação de Jovens e Adultos, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Legislação professional

Itinerários formativos

Possibilidades de qualificação profissional com certificações intermediárias, no curso técnico, considerando ocupações previstas na CBO:

  • Agente Ambiental
  • Agente de Combate às Endemias
  • Agente de Desenvolvimento Socioambiental
  • Agente de Gestão de Resíduos Sólidos
  • Agente de Limpeza Urbana
  • Agentes Locais de Vigilância em Saúde
  • Brigadista de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais
  • Operador de Aterro Sanitário de Resíduos Sólidos
  • Operadores de Estações de Tratamento de Água, de Esgoto e de Efluentes Industriais

Possibilidades de formação continuada em cursos de especialização técnica (pós-técnico):

  • Especialização Técnica em Educação Ambiental
  • Especialização Técnica em Gerenciamento Ambiental
  • Especialização Técnica em Geoprocessamento
  • Especialização Técnica em Reciclagem

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação (Curso Superior de Tecnologia, bacharelado e licenciatura):

  • Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental
  • Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Resíduos Sólidos
  • Curso Superior de Tecnologia em Saneamento Ambiental
  • Bacharelado em Ciências Ambientais
  • Bacharelado em Engenharia Ambiental
  • Bacharelado em Engenharia Ambiental e Sanitária
  • Bacharelado em Engenharia Sanitária
  • Bacharelado em Engenharia Florestal
  • Bacharelado/Licenciatura em Biologia
  • Bacharelado em Engenharia Agronômica
  • Bacharelado em Geografia

Campo de atuação

Locais e ambientes de trabalho:

  • Aterros sanitários
  • Autarquias e órgãos públicos
  • Cooperativas e associações
  • Empreendimento próprio
  • Empresas de licenciamento ambiental
  • Empresas prestadoras de serviços
  • Estações de monitoramento e tratamento de efluentes (líquidos e gasosos) e resíduos sólidos
  • Estações de tratamento de água, esgoto sanitário, efluentes industriais e resíduos
  • Indústrias e demais unidades de produção
  • Instituições de assistência técnica, pesquisa e extensão rural
  • Organizações não governamentais (ONGs) ambientais
  • Profissional autônomo
  • Unidades de conservação ambiental
  • Unidades de manejo de recursos hídricos e de resíduos

Ocupações CBO associadas

3115-05 Técnico em Controle de Meio Ambiente

Infraestrutura mínima

Biblioteca com acervo físico ou virtual específico e atualizado

Laboratório de informática com sistemas de informações geográficas, sistemas de desenho técnico e acesso à internet

Equipamentos para trabalho de campo

Nomenclaturas anteriores

Ciências ambientais

Conservação e gerenciamento ambiental

Desenvolvimento sustentável

Ecologia e meio ambiente

Gestão ambiental industrial

Gestão ambiental urbana

Gestão ambiental

Gestão de unidades de conservação

Gestão e controle ambiental

Gestão e políticas ambientais

Meio ambiente e agroenergia

Meio ambiente e saúde pública

Planejamento e gestão

Proteção ambiental

Recuperação ambiental

Recursos hídricos

Recursos naturais

Sistemas hídricos

Instituições ofertantes

Em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.