Técnico em Imobilizações Ortopédicas

Técnico em Imobilizações Ortopédicas

Última atualização em 15 de novembro de 2022

Sumário

Perfil profissional de conclusão

O Técnico em Imobilizações Ortopédicas será habilitado para:

  • Confeccionar, aplicar e retirar, sob a supervisão de profissionais de nível superior, aparelhos gessados como por exemplo: talas gessadas (goteira, calhas) e enfeixamento com uso de material convencional e sintético.
  • Preparar e executar trações cutâneas, auxiliando o médico ortopedista na instalação de trações esqueléticas e nas manobras de redução manual de fratura e luxações.
  • Preparar sala, fora do centro cirúrgico, para procedimento simples, tais como: pequenas suturas de redução manual, punções e infiltrações.
  • Reconhecer as prescrições e aplicar a técnica de confecção e modelagem das diversas imobilizações ortopédicas.
  • Reconhecer estruturas anatômicas de relevância para a área.
  • Analisar e avaliar as condições e tipos de fraturas, luxações para melhor escolha da imobilização.

Para a atuação como Técnico em Imobilizações Ortopédicas, são fundamentais:

  • Conhecimento das políticas públicas de saúde e compreensão de sua atuação profissional frente às diretrizes, princípios e estrutura organizacional do Sistema Único de Saúde (SUS).
  • Conhecimento da técnica de retirada das imobilizações ortopédicas.
  • Conhecimento do material utilizado para realizar as imobilizações e seus efeitos e reações, e utilizar o material certificando-se da segurança.
  • Conhecimento do processo de reabilitação de lesões ortopédicas dos pacientes.
  • Conhecimentos e saberes relacionados aos princípios das técnicas aplicadas na área, sempre pautados numa postura humana e na ética do cuidado.
  • Organização e responsabilidade.
  • Iniciativa social.
  • Determinação e criatividade, buscando promover a humanização da assistência.
  • Resolução de situações-problemas, gestão de conflitos, trabalho em equipe de forma colaborativa, comunicação e ética profissional.
  • Atualização e aperfeiçoamento profissional por meio da Educação Continuada.

Carga horária mínima

1200 horas. O curso terá duração estimada de 1 ano e meio.

O curso, na modalidade presencial, poderá prever até 20% da sua carga horária total em atividades não presenciais.

O curso poderá ser realizado na modalidade EaD com, no mínimo, 50% da carga horária em atividades presenciais, nos termos das normas específicas definidas em cada sistema de ensino.

A instituição, ofertante do curso, poderá desenvolver a carga horária em regime de alternância, com períodos de estudos na escola e outros períodos no campo/local de trabalho.

Além da carga horária mínima prevista, o curso poderá ter estágio curricular supervisionado obrigatório, a critério da instituição ofertante.

Caso o curso seja ofertado na modalidade EaD, a carga horária de estágio deverá ser cumprida de forma presencial.

Pré-requisitos para ingresso

Para ingresso no Curso Técnico Subsequente, o estudante deverá ter concluído o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Concomitante, o estudante deverá estar cursando o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado à Educação de Jovens e Adultos, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Legislação profissional

Profissão não regulamentada.

Itinerários formativos

Possibilidades de qualificação profissional com certificações intermediárias, no curso técnico, considerando ocupações previstas na CBO.

  • Não identificadas

Possibilidades de formação continuada em cursos de especialização técnica (pós-técnico):

  • Especialização Técnica em Adaptação em Meios Auxiliares de Locomoção
  • Especialização Técnica em Gestão em Organização de Logística de Salas de Ortopedia
  • Especialização Técnica em Manejo de Órteses para Imobilizações Ortopédicas de Membros Superiores e Inferiores e Coluna
  • Especialização Técnica em Traumatologia

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação (Curso Superior de Tecnologia, bacharelado e licenciatura):

  • Curso Superior de Tecnologia em Sistemas Biomédicos
  • Bacharelado em Fisioterapia
  • Bacharelado em Terapia Ocupacional
  • Bacharelado em Medicina

Campo de atuação

Locais e ambientes de trabalho:

  • Centros de Reabilitação Física de Pacientes
  • Clínicas
  • Hospitais
  • Unidades Básicas de Saúde.
  • Pronto socorro

Ocupações CBO associadas

3226-05 – Técnico de Imobilização Ortopédica

3226-05 – Técnico em Aparelho Gessado

3226-05 – Técnico em Gesso Hospitalar

3226-05 – Técnico em Gesso Ortopédico

3226-05 – Técnico em Imobilizações do Aparelho Locomotor

3226-05 – Técnico em Imobilizações Gessadas

3226-05 – Técnico Engessador

3226-05 – Técnico Gessista

Infraestrutura mínima

Biblioteca com acervo físico ou virtual específico e atualizado

Laboratório de informática com acesso à internet

Laboratório de anatomia e fisiologia

Nomenclaturas anteriores

Gesso hospitalar

Imobilização ortopédica

Imobilização

Instituições ofertantes

Em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.