Agente Comunitário de Saúde

Técnico em Agente Comunitário de Saúde

Última atualização em 15 de novembro de 2022

Sumário

Perfil profissional de conclusão

O Técnico em Agente Comunitário de Saúde será habilitado para:

  • Orientar e acompanhar, sob a supervisão de profissional de nível superior, indivíduos, suas famílias e a população em seu território, levando em conta a interação com o processo saúde-doença no território.
  • Identificar e atuar nos múltiplos determinantes e condicionantes do processo saúde e doença, para a promoção da saúde e redução de riscos à saúde individual e da coletividade.
  • Realizar o mapeamento e o cadastramento de dados sociais, demográficos e de saúde, para contribuir com a produção de informações e a construção de revisão contínua do plano de ação em saúde para os territórios.
  • Desenvolver suas atividades norteadas pelas diretrizes, pelos princípios e estrutura organizacional do SUS, bem como a partir dos referenciais éticos e políticos da Educação Popular em Saúde.
  • Promover a comunicação entre equipe multidisciplinar (Equipe de Saúde da Família), unidade de saúde, autoridades e comunidade.
  • Promover a mobilização comunitária, ações educativas e incentivar as atividades comunitárias, promovendo a integração entre a equipe de saúde e a comunidade.
  • Promover ações nas áreas de vigilância em saúde e ambiental.
  • Acompanhar e orientar, por meio de visita domiciliar estabelecidas no planejamento das equipes, as pessoas em situação de vulnerabilidade social e portadoras de doenças crônicas e agravos que necessitam de maior número de visitas, estimulando o autocuidado e a prevenção da exposição a fatores de riscos, realizando procedimentos específicos nos casos indicados pela equipe ou encaminhando quando necessário para a unidade de saúde de referência.

Para a atuação como Técnico em Agente Comunitário de Saúde, são fundamentais:

  • Conhecimentos das políticas públicas de saúde e compreensão de sua atuação profissional frente às diretrizes, princípios e estrutura organizacional do Sistema Único de Saúde (SUS).
  • Conhecimentos referentes ao âmbito da promoção da saúde, prevenção de agravos frequentes na atenção primária, dirigidas a indivíduos, famílias, comunidades e população.
  • Conhecimentos referentes à educação popular em saúde, à promoção da saúde dos indivíduos nos diferentes ciclos de vida, suas famílias e sua comunidade e dos atributos derivados da atenção primária da saúde.
  • Conhecimentos relativos ao âmbito da promoção, da prevenção e do monitoramento das situações de risco no âmbito da Vigilância em Saúde.
  • Conhecimentos referentes ao trabalho em equipe e interdisciplinar, a comunicação em saúde, ao registro e informação em saúde.
  • Conhecimentos e saberes relacionados aos princípios das técnicas aplicadas na área, sempre pautados numa postura humana e ética.
  • Atualização e aperfeiçoamento profissional por meio da Educação Continuada.
  • Conhecimentos e saberes relacionados à Política de Inclusão e ao Atendimento Educacional Especializado.

Carga horária mínima

1200 horas. O curso terá duração estimada de 1 ano e meio.

O curso, na modalidade presencial, poderá prever até 20% da sua carga horária total em atividades não presenciais.

O curso não poderá ser realizado na modalidade EaD, conforme disposto na Lei nº 11.350, de 5 de outubro de 2006, e suas alterações.

A instituição, ofertante do curso, poderá desenvolver a carga horária em regime de alternância, com períodos de estudos na escola e outros períodos no campo/local de trabalho.

Além da carga horária mínima prevista, o curso poderá ter estágio curricular supervisionado obrigatório, conforme legislações/normativas específicas, ou a critério do projeto pedagógico da instituição ofertante do curso.

é-requisitos

Pré-requisitos para ingresso

Para ingresso no Curso Técnico Subsequente, o estudante deverá ter concluído o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Concomitante, o estudante deverá estar cursando o Ensino Médio.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado ao Ensino Médio, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Para ingresso no Curso Técnico Integrado à Educação de Jovens e Adultos, o estudante deverá ter concluído o Ensino Fundamental.

Legislação profissional

Itinerários formativos

Possibilidades de qualificação profissional com certificações intermediárias, no curso técnico, considerando ocupações previstas na CBO:

  • Agente Comunitário de Saúde

Possibilidades de formação continuada em cursos de especialização técnica (pós-técnico):

  • Especialização Técnica em Epidemiologia Estatística em Saúde
  • Especialização Técnica em Políticas Públicas de Saúde da Família com Ênfase nas Linhas do Cuidado
  • Especialização Técnica em Saúde da Família
  • Especialização Técnica em Saúde do Idoso
  • Especialização Técnica em Saúde Materno/Infantil
  • Especialização Técnica em Saúde Mental
  • Especialização Técnica em Vigilância à Saúde do Trabalhador
  • Especialização Técnica em Vigilância em Saúde

Possibilidades de verticalização para cursos de graduação (Curso Superior de Tecnologia, bacharelado e licenciatura):

  • Bacharelado em Enfermagem
  • Bacharelado em Medicina
  • Bacharelado em Nutrição
  • Bacharelado em Pedagogia
  • Bacharelado em Psicologia
  • Bacharelado em Serviço Social

Campo de atuação

Locais e ambientes de trabalho:

  • Sistema Único de Saúde (SUS)

Ocupações CBO associadas

3222-55 – Técnico em Agente Comunitário de Saúde

Infraestrutura mínima

Biblioteca com acervo físico ou virtual específico e atualizado

Laboratório multidisciplinar

Laboratório de informática com acesso à internet

Salas para práticas pedagógicas participativas e ativas

Instituições ofertantes

Em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.