Como fazer referência de leis, decretos e portarias?

Como fazer referência de leis, decretos e portarias?

Muitos pesquisadores da área do direito – e também de outros segmentos – precisam fazer referência de leis, decretos e portarias em suas pesquisas científicas. Porém, existem algumas dúvidas de como referenciar a legislação brasileira corretamente, ou melhor, conforme a Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Se você deseja escrever uma referência de leis, decretos e portarias de acordo com a ABNT, mas ainda não sabe como fazer isso, confira o nosso artigo. Fizemos um guia completo e simplificado!

Por que referenciar decretos, leis e portarias?

Como fazer referência de leis, decretos e portarias?

Todos os autores que escrevem uma pesquisa na área do direito ou precisam fazer alguma comprovação científica a partir da legislação brasileira, precisam referenciar decretos, leis e portarias no seu trabalho acadêmico. Através dessa citação é possível mostrar evidências legislativas, e assim, tornar o texto mais relevante.

Vale ressaltar que além dos decretos, leis e portarias, as pessoas também podem fazer referência de decisões, acórdãos e sentenças de tribunais em uma pesquisa científica, por exemplo. Porém, cada elemento desse tem as suas próprias especificações em relação às normas da ABNT.

Referência de leis, decretos e portarias de acordo com a ABNT

A estrutura de uma referência de leis, decretos e portarias é bem diferente dos demais. Isso porque existe uma forma específica de apresentar as suas informações, sendo necessário escrever o nome do local, a indicação em publicação oficial, a emenda, entre outras coisas. Veja como deve ser a estrutura:

Nome do local (cidade, estado ou país). Número, Data. Título da lei, decreto ou portaria. Indicação da publicação. Cidade, Estado, volume, número, página. Data. Ano. Seção, pt.

Se ainda não ficou tão simples o entendimento sobre como fazer essa referência, veja um exemplo que preparamos:

BRASIL. Decreto n.º 1234, de 19 de dezembro de 2021. Dispõe sobre a estrutura em relação ao regime do Ministério da Educação. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, v. 123, n. 123, p. 12345. 2o dez. 2021. Seção 2, pt. 3.

E aí, gostou de saber como fazer referência de leis, decretos e portarias? Então, veja também os nossos outros artigos sobre o assunto para ficar por dentro de tudo! Além disso, comente esta postagem e a compartilhe!


Talvez você esteja interessado:
Penitenciárias no estado de Minas Gerais
Penitenciárias no estado de Minas Gerais

De acordo com os dados disponíveis em SENAPPEN, o Estado de Minas Gerais (MG) tem 221 penitenciárias…

Penitenciárias no estado de Maranhão
Penitenciárias no estado de Maranhão

De acordo com os dados disponíveis em SENAPPEN, o Estado de Maranhão (MA) tem 53 penitenci…

Penitenciárias no estado de Goiás
Penitenciárias no estado de Goiás

De acordo com os dados disponíveis em SENAPPEN, o Estado de Goiás (GO) tem 82 penitenciárias (68 pre…

Penitenciárias no estado de Espírito Santo
Penitenciárias no estado de Espírito Santo

De acordo com os dados disponíveis em SENAPPEN, o Estado de Espírito Santo (ES) tem 37 penitenciária…

Penitenciárias no estado de Distrito Federal
Penitenciárias no estado de Distrito Federal

De acordo com os dados disponíveis em SENAPPEN, o Estado de DF tem 8 penitenciárias ativas em 2024. …

Penitenciárias no estado de Ceará
Penitenciárias no estado de Ceará

De acordo com os dados disponíveis em SENAPPEN, o Estado de Ceará (CE) tem 30 penitenciári…

2 respostas para “Como fazer referência de leis, decretos e portarias?”

  1. Avatar de marcos
    marcos

    como fazer a referencia da portaria 711 do mapa no meu tcc

  2. Avatar de Jose Elenilson Cardoso da Cruz
    Jose Elenilson Cardoso da Cruz

    grato! sim….por voces tormanr claro e bastance importante nas como sociedade…entedermos algo que sempre vez e vai perpetua por gerações….mas deixamos passa despercebido.
    portanto, adorei o esclarecimento desse maravilho mundo da ABNT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *