Norma Brasileira Regulamentadora – como funciona

profissional trabalhando na mesa seguindo norma brasileira regulamentadora

Revisado em 30 de julho de 2020

Assim como qualquer outra coisa na vida que, para funcionar, precisa de regras padronizadas, os trabalhos acadêmicos também exigem que uma norma brasileira regulamentadora seja imposta, permitindo, dessa maneira, que todos funcionem em perfeita harmonia para que o entendimento seja comum a todos, bem como facilite a vida do estudante ou pesquisador para realizar seus estudos.

Por esses e outros motivos, a ABNT foi criada como a norma brasileira regulamentadora, ofertando àqueles que estão interessados uma série de normas a serem seguidas para que o trabalho seja realizado de maneira organizada e padronizada por todo o território nacional. Assim, o pesquisador tem em suas mãos um norte para colocar as mãos na massa.

Qual é a norma brasileira regulamentadora?

Qual é a norma brasileira regulamentadora

A norma brasileira regulamentadora que conhecemos é a ABNT, ou seja, a Associação Brasileira de Normas Técnicas, a qual é um órgão privado sem fins lucrativos que funciona para difundir uma padronização de técnicas para os trabalhos acadêmicos em todo o território nacional. Desse modo, todos podem dispor das mesmas oportunidades e tipos de avaliação.

Além disso, a normalização técnica dos trabalhos científicos e tecnológicos que são produzidos aqui no Brasil se torna mais do que necessária para que haja uma compreensão total e ampla, fazendo com que o leitor do trabalho saiba exatamente o que o autor quis passar com as suas informações. Assim, com um pequeno esqueleto já montado, fica ainda mais fácil seguir o curso.

Podemos imaginar a norma brasileira regulamentadora como sendo um mapa para nos guiar até um objetivo. Esse objetivo pode ser a conclusão do curso ou a defesa do seu doutorado, ambos importantes para cada tipo de pesquisador. Com o mapa das normas em mãos, fica ainda mais fácil trilhar o caminho certo até o tesouro, correto? Se você não pudesse se guiar, com toda a certeza a estrada seria nebulosa e difícil de seguir.

Normas impostas pela ABNT

logo ABNT
O que é ABNT

Já que estamos falando acerca da norma brasileira regulamentadora, cabe a nós, também, explicar um pouco mais sobre ela e sua origem. A Associação Brasileira de Normas Técnicas surgiu no ano de 1940 e, por ser uma instituição privada, as aplicações de suas normas não podem ser utilizadas com obrigatoriedade, mas sim como um parâmetro a ser livremente adotado pelas instituições.

De todo o modo, é muito comum que o estudante ou pesquisador acabe se deparando com algum trabalho que exija as normas da ABNT e, por isso, é válido que o básico seja compreendido acerca de sua aplicação. Ao entrar no mundo acadêmico, o contato com uma norma brasileira regulamentadora será ainda maior, visto que é necessário uma organização para com os trabalhos de nível superior.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas adota toda a responsabilidade de elaborar as normas brasileiras, mais conhecidas como “ABNT NBR”, dispondo-as para trabalhos acadêmicos e científicos. Na maior parte dos casos, essas normas costumam ser utilizadas como um padrão para as produções que se referem à teses, monografias, dissertações acadêmicas e Trabalho de Conclusão de Curso.

Outro fator que deve ser destacado, e notado, é que cada Norma Brasileira está voltada para uma características específica de determinada produção acadêmica, ou científica. Por isso, tomamos como exemplos:

  • NBR 6022: destinada à informações para artigos em publicações de cunho periódico científico impresso.
  • NBR 10520: destinada à informações que cercam citações em documentos.
  • NBR 14724: destinada à informações relacionadas à elaboração de teses, dissertações e trabalhos de conclusão de curso.

Sendo assim, é válido ressaltar que ter conhecimento, mesmo que básico, acerca da norma brasileira regulamentadora é mais do que necessário para se jogar de cabeça no mundo acadêmica, principalmente porque o estudante será cobrado com bastante frequência com relação à utilização dessas normas em específico.

Leia também:

Como a norma brasileira regulamentadora é elaborada?

Como a norma brasileira regulamentadora é elaborada

Chegamos a um passo bastante importante do artigo, principalmente porque, ao sabermos da origem e da motivação de determinadas coisas, ficamos ainda mais interessados em aprendê-la. Bem como outros tipos de normas que já foram inventados, a norma brasileira regulamentadora também tem as suas especificidades e história.

Tendo como condição a existência de uma demanda, esta que pode ser apresentada à ABNT por qualquer um interessado, a norma regulamentadora brasileira pode estar em constante mudança, quase como o ciclo de nossas vidas. Quando essa apresentação é realizada, será analisada de acordo com a sua relevância e pertinência e, se tudo estiver dentro dos conformes, poderá ser divulgada e adotada como oficial.

Em alguns casos, quando as demandas são grandes e o assunto soa mais complexo, é necessário que uma Comissão de Estudo Especial seja criada para analisar o caso em específico. Isso acontece, principalmente, porque determinado Comitê não está preparado para receber tal demanda.

Ao longo dos anos, essas demandas foram crescendo ainda mais, tornando a norma brasileira regulamentadora cada vez mais importante dentro das sociedades acadêmicas. Assim, a ABNT decidiu que o mais correto seria sistematizar a divulgação para que houvesse um maior engajamento entre as partes interessadas na utilização de tais normas.

Quem leu esse artigo também gosta:

A ABNT no contexto internacional

logo iso

Como já mencionado, a ABNT foi criada no ano de 1940, mas com o principal intuito de solucionar conflitos que ocorriam entre dois laboratórios importantes de pesquisa: o INT (Instituto Nacional de Tecnologia) e o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas). Mesmo que ambos fossem igualmente rigorosos e respeitados, não havia uma padronização das divulgações de suas pesquisas, tornando quase impossível a tarefa de comparar os estudos.

Dessa maneira, os problemas começaram a ficar cada mais recorrentes, fazendo com que uma busca pela metodologia e padronização de uma única maneira resultasse no surgimento da ABNT, a qual também foi uma das principais fundadoras do ISO (International Organization for Standardization), uma entidade que organiza as normas pelo mundo inteiro no contexto de trabalhos técnicos.

Dessa maneira, a ABNT, em âmbito internacional, possui um papel de muito destaque, principalmente por se incluir no TMB (Technical Management Board), que é definido como um Comitê composto por entidades normalizadoras de 12 países. Por incrível que pareça, a Argentina não dispõe de uma norma padrão, permitindo que as universidades estabeleçam as próprias regras.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*