Mudanças no Programa Jovem Aprendiz: novas regras e requisitos para 2023

programa jovem aprendiz brasil

Para quem quer começar sua carreira no mercado de trabalho, ser jovem aprendiz é uma grande oportunidade e boa opção. Mas você sabe que já tem novas regras no Programa Jovem Aprendiz a partir de 2023? Neste artigo, vamos falar sobre as principais mudanças no programa, novas regras, requisitos e outros pontos que podem lhe interessam.

Entenda Programa Jovem Aprendiz Brasil

Recentemente, entraram em vigor as alterações nas regras para a contratação de jovens aprendizes. As mudanças trazem novos limites de idade e estabelecem um prazo máximo de contrato. Agora, os contratados não podem ter mais do que 24 anos, enquanto anteriormente a idade máxima era de 29 anos. Além disso, o prazo de contrato para essa categoria não pode exceder dois anos, diferente da possibilidade de estender para até quatro anos em certos casos. Essas mudanças, publicadas no Decreto 11.479/2023, têm impacto direto nas empresas e visam aprimorar o programa Jovem Aprendiz no Brasil.

Mudanças nas regras de contratação para Jovem Aprendiz 2023

O programa Jovem Aprendiz passou por atualizações significativas com as novas normas que entraram em vigor este ano. Duas das principais mudanças dizem respeito ao limite de idade e ao tempo máximo de contrato. Agora, os contratados não podem ter mais do que 24 anos, enquanto anteriormente a contratação poderia ser estendida, em algumas situações, para até 29 anos de idade. Além disso, o prazo máximo de contrato para essa categoria foi reduzido para dois anos, em comparação com a possibilidade anterior de estender para até quatro anos em determinados casos.

Essas alterações foram estabelecidas pelo Decreto 11.479/2023, publicado no início de abril, que modificou a lei que regulamenta a contratação de trabalhadores aprendizes no Brasil. Com a entrada em vigor dessas novas regras, as empresas precisam se ajustar aos novos parâmetros de contratação, sob o risco de multas em caso de descumprimento. O valor da multa varia de R$ 408,25 a R$ 2.041,25 por aprendiz irregular, e em casos de reincidência, esse valor pode ser dobrado.

Seleção dos candidatos e requisitos atualizados

Ao selecionar os candidatos para o programa Jovem Aprendiz, as empresas são obrigadas a priorizar jovens em situação de vulnerabilidade ou risco social. Isso significa dar preferência à contratação de jovens e adolescentes que tenham passado por programas socioeducativos, sejam de famílias beneficiárias de programas de transferência de renda, estejam em situação de acolhimento como casa abrigo, tenham saído do trabalho infantil, tenham deficiência ou estejam matriculados em instituições de ensino da rede pública.

Para se tornar um jovem aprendiz, é necessário ter entre 14 e 29 anos, com exceção de pessoas com deficiência, para as quais não há limite de idade. Além disso, é preciso estar matriculado e frequentando o ensino fundamental ou médio.

Matrículas, manutenção e direitos do aprendiz

Os jovens aprendizes podem ser matriculados pelas empresas em entidades como os Serviços Nacionais de Aprendizagem (Senai, Senac, Senar, Senat e Sescoop), escolas técnicas de educação, entidades sem fins lucrativos registradas nos conselhos municipais dos direitos da criança e do adolescente, e entidades de prática desportiva filiadas ao Sistema Nacional do Desporto.

Para se manter como jovem aprendiz, é necessário cumprir algumas obrigações, como participar regularmente das atividades teóricas e práticas oferecidas pelo programa e pela empresa e ter um desempenho escolar e profissional adequado.

Os direitos do jovem aprendiz incluem salário mínimo/hora, jornada de trabalho de até seis horas diárias, FGTS, férias, vale-transporte, 13º salário, repouso semanal remunerado e benefícios previdenciários. É importante destacar que a alíquota mensal de depósito do FGTS para o jovem aprendiz é de 2%, enquanto para os demais trabalhadores é de 8%.

Conclusão

As mudanças implementadas no programa Jovem Aprendiz têm como objetivo aprimorar a contratação de jovens e proporcionar uma transição mais eficiente para o mercado de trabalho. Com a imposição do limite de idade e a limitação do tempo máximo de contrato, busca-se garantir a inclusão de jovens em situações de vulnerabilidade social. As empresas devem se adaptar às novas regras e priorizar a seleção de candidatos que se enquadrem nos critérios estabelecidos. É essencial que os jovens aprendizes cumpram os requisitos e obrigações para garantir o seu desenvolvimento profissional e o cumprimento de seus direitos. Com as mudanças, o programa Jovem Aprendiz reforça seu papel na formação e inserção desses jovens no mercado de trabalho brasileiro.


Talvez você esteja interessado:
Novas regras e mudanças para identificação dos participantes do ENEM e Encceja
Novas regras e mudanças para identificação dos participantes do ENEM e Encceja

De acordo com INEP, terão novas regras e mudanças para os participantes do Enem e Encceja se identif…

isenção da taxa do ENEM 2024
Período para isenção da taxa do ENEM 2024 começa em 15 de abril

Atenção estudantes. Se você quiser participar do ENEM 2024 sem pagar a taxa de inscrição, você vai p…

Tipo da modalidade de concorrência sisu
Tipo da modalidade de concorrência pelo SISU

Para você entender melhor as tabelas com notas de corte SISU em nossa category de notas de corte, fa…

Programa Pé-de-Meia
Programa Pé-de-Meia – caixa tem, calendário, valor

O programa Pé-de-Meia é uma iniciativa do governo federal de incentivo financeiro-educacional. Ele é…

Síntese proteica
Síntese proteica – transcrição e tradução do DNA

Este texto seguinte é sobre o tema: Síntese proteica, é bastante importante para a prova do ENEM, e …

CIEE Rio
CIEE Rio – inscrições para programa Jovem aprendiz e Estágios

O mutirão organizado pelo CIEE Rio, trazendo consigo um total de cinco mil oportunidades de estágio …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *