Como usar epígrafe nas normas ABNT

um modelo de epígrafe no TCC
Como usar epígrafe nas normas ABNT

Revisado em

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) faz parte da jornada de qualquer graduando que está prestes a concluir o seu curso, seja ele de nível superior ou técnico. O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é a chave para abrir a última porta do mercado de trabalho e, por isso, a  sua formatação deve ser impecável.

A ABNT exige, em todos os trabalhos que sejam de cunho acadêmico e de formação, que a sua formatação seja padronizada e que, com isso, os estudantes cumpram as exigências estabelecidas pelas normas em vigor. Dessa maneira, é necessário que o graduando tenha domínio acerca dessas normas e não cometa nenhum deslize.

Se você está aqui, é porque, muito provavelmente, está prestes a entregar o trabalho mais importante da sua vida acadêmica e precisa saber como usar epígrafe nas normas ABNT.

O que é ABNT?

logo ABNT
O que é ABNT

Na maior parte das vezes, as pessoas tendem a pensar que a ABNT é apenas um conjunto de regras utilizadas dentro de trabalhos acadêmicos, mas a sigla só diz respeito ao setor que é regulado pelo órgão, e não o órgão em si.

Como supracitado, a ABNT corresponde à Associação Brasileira de Normas Técnicas e tem como principal função a normalização técnica dentro do território brasileiro, possibilitando, dessa maneira, a evolução das pesquisas técnicas e acadêmicas, fornecendo um padrão para que todos os trabalhos o sigam.

Além disso, a ABNT instaura determinadas regras não apenas para uma padronização em território nacional, mas também para que os trabalhos técnicos, científicos e acadêmicos sejam identificados como tal. A Associação foi fundada no ano de 1940 e não possui fins lucrativos.

A ABNT é uma entidade intitulada de “membro fundadora” da Organização Internacional de Normalização (ISO), a qual une, em todos os órgãos, as normas técnicas apresentadas pelo mundo afora, possibilitando que as alternativas sejam estudadas para que fiquem semelhantes em todos os territórios.

O que é epígrafe?

exemplo de epígrafe
O que é epígrafe

De origem grega, a palavra epígrafe pode significar “escrever acima de”. Dessa maneira, a epígrafe se trata de um pequeno texto a ser escrito, apresentado em prosa ou verso, utilizado antes de iniciar um livro ou capítulo dele.

Diante de um texto tão sucinto, a sua introdução pode ser considerada uma marca firme de intertextualidade apresentada, ou seja, precisa ter alguma relação com o tema estabelecido pelo graduando e, ainda por cima, estar relacionado ao que foi escrito nas páginas que fazem a composição do TCC.

Para que o graduando siga estritamente a estrutura de um TCC, ele precisa saber como usar epígrafe nas normas ABNT, mesmo que seja um elemento opcional e com um apelo estético, certamente, muito forte, visto que oferece ao leitor uma aura de requinte e domínio sobre o conteúdo que ali estará presente.

A epígrafe funciona de modo que sirva como elemento interpretativo de todo o trabalho, uma espécie de prévia das páginas que seguirão aquele trabalho em específico. Com a utilização do texto curto (epígrafe), o autor oferece pistas ao seu leitor, preparando-o para os temas que serão abordados nas próximas páginas.

Por fim, é válido ressaltar que a epígrafe não funciona como uma dedicatória, mas sim como parte da obra, devendo seguir seu contexto original.

Como usar epígrafe nas normas ABNT?

um modelo de epígrafe no TCC
Como usar epígrafe nas normas ABNT

Enfim chegamos ao principal ponto deste artigo: como usar epígrafe nas normas ABNT? Por ser um texto curto e de bastante expressividade, é muito comum que tenhamos contato com trabalhos acadêmicos que se utilizam da epígrafe como uma espécie de apelo estético ou simplesmente para realizar uma prévia do tema de seu trabalho.

Mesmo que a epígrafe seja utilizada antes do conteúdo, em si, do TCC, é necessário que ela esteja no mesmo formato, mantendo o padrão estabelecido pelas normas da ABNT. Bem como a dedicatória, o texto da epígrafe precisará estar localizado no fim da página e não é necessário que haja um título na página, mesmo que seu uso seja opcional.

Para que a formatação da epígrafe seja realizada de maneira correta, é preciso seguir os padrões a seguir:

  • Fonte de tamanho 12 (Arial) ou 12 (Times New Roman). É necessário que a fonte aqui escolhida seja a mesma para todo o trabalho.
  • A citação deve possuir alinhamento justificado com 7,5 cm de recuo da margem esquerda.
  • O espaço entre as linhas da citação precisa ser de 1,5 cm.
  • O texto e o nome do autor da citação escolhida precisam estar em formato normal.
  • O nome do autor precisa estar alinhado à direita e entre parênteses.

Escolha da epígrafe

epígrafe do livro “D. Pedro II: a história não contada” de Paulo Rezzutti

A epígrafe acima foi retirada do livro “D. Pedro II: a história não contada” de Paulo Rezzutti e diz muito a respeito do que será abordado nas páginas seguintes. Desse modo, é importante retomar a ideia já mencionada em tópicos anteriores: a epígrafe deve estar relacionada, diretamente, ao tema que será abordado dentro das páginas.

Desse modo, as epígrafes utilizadas para representar o livro acima mencionado estão relacionadas a uma frase de D.Pedro II acerca de sua própria biografia, afirmando que as páginas em branco seriam preenchidas pelos acontecimentos futuros, o que se mostra muito presente no conteúdo e o hábito de D.Pedro II mencionar acerca de ser apenas um homem que vivia de acordo com os ideais.

Do mesmo modo, abaixo da citação de D.Pedro II, encontramos uma de Fernando Pessoa, sob pseudônimo, que também se relaciona com a frase do imperador, mostrando que o que foi vivido por ele era de única e exclusiva posse do próprio autor.

Dessa maneira, se o graduando escolher utilizar a epígrafe em um de seus trabalhos acadêmicos, seja em TCC, monografia ou outro tipo, é necessário que ele esteja atento ao tema e ao que foi escrito no trabalho como um todo para não acabar errando e colocando algo que apenas acreditou ser “esteticamente agradável” ou “impactante”.

A epígrafe tem como uma de suas principais funções criar expectativa sobre o leitor, fazendo-o imaginar como o trabalho escrito a seguir será conduzido e quais os temas abordados pelo escritor.

Agora que você já sabe como usar epígrafe nas normas ABNT, mãos à obra!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*