Como usar Análise do Discurso em monografia

Como usar Análise do Discurso em monografia

Revisado em 28 de maio de 2020

Muito embora as regras da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) sejam muito importantes para a formatação de um trabalho acadêmico e, principalmente para as monografias, é interessante que o autor também se preocupe com  o conteúdo de seu trabalho.

A Análise do Discurso é uma área da Linguística Textual que pode ser facilmente compreendida, o que também acaba por englobar as citações diretas e indiretas e o modo adequado de utilizá-las dentro do trabalho. Por isso, para aprender como usar Análise do Discurso em monografia, continue com a leitura.

O que é uma monografia

O que é uma monografia

Embora todo mundo saiba que, em algum momento de sua vida acadêmica, precisará fazer uma monografia, poucos se atém ao real significado e o que é. A monografia é uma das formas mais comuns de estruturar um trabalho, sendo solicitada pela maior parte das formações acadêmicas.

Quando paramos para analisar bem o que é monografia, podemos notar que ela é formada por dois elementos: “mono”, que significa “único” e “grafia”, que significa “escrever”. Ou seja, se pegarmos a raiz da palavra e a colocarmos em um contexto, podemos perceber que o seu significado, de maneira geral, é “escrita sobre um único tema”.

Ao falarmos sobre trabalho monográfico, pensamos na exploração ampla de determinado assunto, obedecendo algumas regras específicas em seus padrões metodológicos. A principal intenção da aplicação de uma monografia está completamente voltada para a área científica, por isso, ao fazê-la, é necessário ter um objeto de estudo bem definido e discorrer com uma boa estruturação.

A monografia envolve o Trabalho de Conclusão de Curso, teses de mestrado e doutorado ou outros tipos de trabalhos acadêmicos que envolvam uma parte mais técnica de escrita e pesquisa. Por isso, o escritor deve ficar atento para obedecer tanto as aplicações das normas da ABNT, como uma padronização, como as estruturas de pesquisa.

O que é Análise do Discurso

O que é Análise do Discurso

Mesmo que você não possa ver de uma maneira tão clara, nós dependemos o tempo todo da Análise do Discurso para interagir e, principalmente, para produzir as nossas monografias. Dessa maneira, é válido saber quais são os conceitos mais aplicáveis ao âmbito acadêmico.

Imagine que você está conversando com os seus amigos. Diante dessa exposição oral, você tentará encontrar o sentido contido no conteúdo emitido por eles, se estão sendo irônicos ou agindo positivamente diante de algum posicionamento. Na Análise do Discurso, é como se você estivesse em um diálogo, mas precisa ter cuidado para não interpretar de maneira errada o discurso do outro.

De maneira mais técnica, a Análise do Discurso é uma ciência que procura analisar toda a estrutura do texto e, por meio dessa análise, compreender as construções de ideologia que estão ali presentes. Além disso, o discurso, de maneira geral, é uma construção da nossa língua aliada ao contexto social ou no texto em que se desenvolve.

Desde muito cedo, somos inseridos na análise discursiva, seja quando crianças e fazemos pequenas provas de interpretações textuais ou quando crescemos e precisamos identificar qual sentido está por trás da charge publicada nas redes sociais de acordo com o contexto social e histórico que vivemos naquele momento.

Como usar Análise do Discurso em monografia

Como usar Análise do Discurso em monografia

É muito provável que, se você estiver escrevendo a sua monografia agora ou ainda pensando em um objeto de estudo, haja alguma referência ou autor que irão permear todo o seu processo de escrita. Ao realizar essa busca, será necessário encontrar trechos de obras que falem a respeito do tema escolhido ou que tenham algum contexto dentro da pesquisa.

Para facilitar um pouco mais o seu entendimento, a Análise do Discurso vai trabalhar diretamente nas suas citações, mesmo que seja muito abrangente. As citações diretas e indiretas são muito utilizadas para comprovar um fato ou argumento utilizado para dar continuidade à pesquisa, mas nem todos sabem o porquê de isso acontecer.

Aproveitando o tema de “como usar Análise do Discurso em monografia”, vamos tentar simplificar as coisas e resumir os tipos de citação em uma única expressão: argumento de autoridade. Você não utiliza a fala do autor apenas como referência, mas também como necessidade de comprovar a sua argumentação e, por isso, acaba por mencionar alguém que entende do assunto e, às vezes, até é especialista.

Então, mesmo que já seja muito comum utilizar citações diretas e indiretas em monografias, é preciso ter cuidado redobrado. Ao escolher um argumento de autoridade para mencionar, você precisa analisar muito bem o que o autor realmente quis dizer para não acabar descontextualizando a fala. Por isso, leia e releia quantas vezes forem necessárias e siga com sua argumentação.

Usando as vozes do texto a seu favor

Usando as vozes do texto a seu favor

Ainda que soe muito engraçado, um texto realmente produz vozes e o responsável por elas é o seu autor. Mesmo diante de um trabalho acadêmico com cunho científico, será necessário saber como e quando se posicionar para não acabar cometendo deslizes que prejudiquem o seu progresso.

As vozes enunciativas, como chamadas na Análise do Discurso e Linguística Textual, são marcas deixadas no discurso do autor, responsáveis por estabelecer características de quem o produz. Por isso, é preciso ter pulso firme e saber administrar a própria argumentação enquanto a assume.

Embora existam algumas vozes enunciativas, sigamos com as que interessam para uma monografia:

  • Vozes sociais: não pertencem ao discurso original e vêm do meio externo;
  • Voz do autor: causa reflexão e traz comentários.

Diante desses tipos de vozes enunciativas, nos resta deixar para os escritores e pesquisadores as seguintes informações para uma boa produção textual:

  • Nunca tente copiar outros pesquisadores, pois cada um possui sua individualidade e vivência;
  • As marcações de argumentação sempre serão necessárias, mesmo que em terceira pessoa ou implícitas;
  • Um posicionamento passivo, acuado, enfraquece o seu discurso;
  • A intenção comunicativa precisa estar clara: o que você quer passar para o leitor da sua monografia?

Por fim, para encerrar as dicas de como usar Análise do Discurso em monografia, dizemos que: todas as pesquisas que fugirem a um padrão de comprovação cairão no senso comum e não terão credibilidade no meio acadêmico. Ateste, mas consiga provar a sua argumentação!

Sobre ABNT 56 Artigos
Autor do site NormasABNT.org trazemos informações e tutoriais úteis para estudantes, professores e profissionais.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*